Motorista de aplicativo é preso após estuprar passageira em Maceió

Policiais civis da Divisão Especial de Investigações e Capturas (DEIC), prenderam em flagrante um motorista de aplicativo identificado como, José Marcos Horacio Lopes, 26 anos, suspeito de ter estuprado uma adolescente de 17 anos, durante uma corrida.

De acordo com informações obtidas pela polícia, José Marcos foi acionado através do aplicativo para uma corrida, por volta de uma hora da manhã, que partiria de uma badalada casa de eventos localizada na Pescaria com desembarque previsto no bairro do Farol.

Em depoimento prestado a polícia, José Carlos declarou que ao perceber que a adolescente estava visivelmente embriagada e não poderia oferecer resistência ao seu intento criminoso, parou o veículo modelo Ford KA, cor branca, e mandou que a passageira fosse para o banco passageiro dianteiro. Com a passageira ao seu lado, o motorista seguiu viagem e começou a constranger a vítima com elogios inoportunos em relação a seus atributos físicos e posteriormente passou a acariciá-la.

Ainda de acordo com informações da polícia, nas imediações do bairro de Jacarecica, no acesso do Sítio São Jorge, o suspeito parou seu veículo no acostamento e passou a violentar sexualmente a adolescente que, nas palavras dela, estava aterrorizada com a possibilidade ser morta no local.

Após a prática do crime, a vítima foi liberada e ao chegar em casa contou aos pais que por sua vez acionaram a polícia. José Carlos foi preso em flagrante por volta das 14h perto de sua casa no bairro Antares quando dirigia o mesmo veículo utilizado no crime.

O suspeito foi conduzido para a sede da DEIC para adoção das medidas cabíveis, onde após confessar o crime foi autuado por estupro de vulnerável pelo fato de a vítima não estar em condições de oferecer resistência em razão da embriaguez.

A pena pode chegar a 15 anos de reclusão. A vítima foi encaminhada para o hospital da mulher. Em audiência de custódia realizada no domingo, o juiz George Leão de Omena homologou o flagrante e decretou a prisão preventiva do suspeito.

30/12/2019